Extensão, cultura e pesquisa juntas no I Simpósio de Gestão de Cidades

_DSC0051

O evento aconteceu entre os dias 31 de outubro e 1 de novembro, organizado pelo Laboratório de Estudos em Gestão de Cidades e Territórios (LACITE) e trabalhou o tema “Inovações Participativas e Direitos a Cidade”. A programação contou com painéis temáticos, oficinas e mesas-redondas.

Projetos ligados à extensão, Observatório das Cidades Cariri e Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Gestão Social (LIEGS), à cultura, Cidades em debates, e o projeto de pesquisa Arranjos Institucionais de Gestão e Governança colaboraram para a construção dos dois dias de simpósio.

Alunos de diversas instituições de ensino da região participaram da programação e apresentaram 19 trabalhos na Mostra Científica e Tecnológica. Entre eles esta Jeferson Davi Silva Lemos, acadêmico do curso de engenharia ambiental no IFCE, Juazeiro do Norte.

Para o estudante a experiência da participação nesse evento foi muito relevante, principalmente pelo acréscimo para a sua formação, por possibilitar uma reflexão mais profunda sobre cidades, suas necessidades e direitos.

Professora do IFCE Raquel Lira e Jeferson Davi, acadêmico do curso de engenharia ambiental, na Mostra Cientifica do Simpósio.

Professora Raquel Lira, IFCE, e Jeferson Davi, acadêmico do curso de engenharia ambiental, na Mostra Cientifica do Simpósio.


Cidades em Debate

Dentro da programação do I Simpósio de Gestão de Cidades ocorreu também o Cidades em debate: inovações participativas e engajamento cidadão na construção da cidade que queremos.

O evento compõe a edição 2019 do calendário do Circuito Urbano 2019 do programa ONU Habitat. Bruna Gimba, assistente de programas do ONU Habitat, representou a instituição no evento.

Bruna informou que no Brasil a instituição desenvolve a iniciativa do circuito urbano, além disso, todos os anos é comemorado o outubro urbano, e na ocasião são selecionados um ou dois temas diferentes, esse ano o tema foi cidades inovadoras e inclusivas, e esse é um dos motivos do evento estar entre os 160 projetos selecionados para essa edição.

“A pergunta motivadora, desse Outubro Urbano é como a inovação pode contribuir para melhoria dos serviços de politicas urbanas, então, inovação em um sentido mais amplo, pra além da tecnologia, e politicas e serviços urbanos gerais desde a educação, mobilidade, a alimentação urbana, enfim diversas temáticas”. Explicou.

“Não só inovação tecnológica, mas inovação para inclusão, uma cidade não é inteligente se ela não for inclusiva”

Bruna

A representante do ONU Habitat, Bruna Gimba, esteve pela primeira vez no Ceará, e participou de diferentes momentos do simpósio, entre eles do painel temático “Democracia, Politicas Públicas e Direito a cidade”, juntamente com a professora Mariana Lima (IFCE), Franscisca Gregório, representante do conselho de habitação de Juazeiro do Norte e Sidney Kal-rais, da autarquia municipal de meio ambiente de Juazeiro.

“Uma das grandes riquezas desse circuito foi exatamente dar visibilidade a eventos como esse, que já aconteciam, sendo também um estímulo.” Elogiou Bruna.

Destacou a iniciativa de todos os envolvidos, criando um evento que conseguiu aliar perspectiva local mas também com uma inserção de um debate global de problemáticas urbanas.

Bruna Gimba, representante da Onu Habitat ao lado de Raniere Moreira coordenador do Lacite

Bruna Gimba, representante da Onu Habitat ao lado de Raniere Moreira, coordenador do Lacite.


Diálogo para construção de cidades

O evento contou ainda com apoio do Instituto Federal do Ceará, campus Juazeiro do Norte. O primeiro dia de evento aconteceu no auditório Kariri do campus do IFCE e contou com a participação de professores e alunos da instituição.

Como parte do Cidades em Debates as professoras Firmiana Fonseca da Universidade Regional do Cariri (URCA), Janise Aragão e Raquel Lira, ambas do IFCE Juazeiro do Norte, conversaram sobre a temática “Afinal que é Cidade?” Discutindo sobre as três funções sociais da cidade: urbanística, cidadã e gestão.

A professora Raquel Lira, destacou o simpósio como fruto da aproximação e diálogo entre as instituições, tendo como intermediador o LACITE culminando na efetivação desse evento, e sendo uma das várias propostas de programações acadêmicas para a região.

“Não tem sentido que a gente fique só no braço da pesquisa, mostrando a importância da extensão, um evento como esse demonstra a relevância de unir, ensino pesquisa e extensão.”

Raquel Lira, Professora do IFCE.

Raquel Lira, Professora do IFCE.


1 ano de LACITE

Na última noite de evento, além do painel temático Inovações Participativas e Direito a Cidade, com a participação de vários representantes da sociedade, foi celebrado o primeiro ano de trabalho do LACITE.

Em companhia dos alunos, o professor Raniere Moreira, Coordenador do laboratório e do Programa de extensão Observatório das Cidades do Cariri, celebraram a ocasião e a finalização do Simpósio, “uma das propostas do Simpósio era também celebrar 1 ano do LACITE”. Explicou o professor.

Professor Raniere ao centro juntamente com os estudantes.

Professor Raniere ao centro juntamente com os estudantes.

O coordenador do LACITE frisou o importante diálogo formado com os diversos segmentos da sociedade e instituições de ensino, elogiou todo envolvimento e colaboração de discentes do curso, estudantes de outras instituições, sociedade civil, poder público, assim como do setor produtivo do Cariri.

Saiba mais

Fanpage Lacite

Instagram

Email: lacite.ccssa@ufca.edu.br

Site: lacite.ufca.edu.br


Confira mais fotos do evento

IMG_20180703_152928126

 

css.php